Pensamentos Criativos

A idade não é um pretexto para que se fique velho. (G. Slattery)

Conhece-nos!

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Posts recentes

2 de Junho - Dia do Idoso...

Próxima paragem: Dia do I...

Microsoft cria computador...

Rastreio no Parque Urbano...

Apuramento da opinião dos...

tags

queluz(28)

idosos(18)

envelhecimento(16)

resumo semanal(15)

jf(10)

notícias(10)

imagem de reflexão da semana(7)

o melhor do mês(6)

desafio(5)

entrevista(5)

imagem de reflexao da semana(5)

problemas(5)

universidade sénior(5)

1ºperíodo(4)

correio da cidade(4)

inquéritos(4)

património(4)

calendarização(3)

câmara municipal(3)

ccc(3)

ccc desafios(3)

debate(3)

dificuldades / problemas(3)

educação(3)

imagem d reflexão da semana(3)

jfma(3)

jfq(3)

monte-abraão(3)

natal(3)

noticia(3)

objectivos(3)

programa cidades amigas do idoso(3)

auto-avaliação(2)

conversa(2)

dia do idoso(2)

diagnóstico(2)

entrevistas(2)

junta de freguesia(2)

mapas(2)

melhor do mês(2)

pensamentos criativos(2)

plano de acção(2)

pontos fortes(2)

pontos fracos(2)

poster(2)

presidente(2)

relatório final(2)

resumo da semana(2)

solidariedade social(2)

teatroesfera(2)

vídeo(2)

voluntariado(2)

2007(1)

2ºperíodo(1)

3ºperíodo(1)

actividade(1)

actividades económicas(1)

agenda online(1)

amália rodrigues(1)

avaliação de ap(1)

todas as tags

O que pode encontrar aqui ...

Neste blog podem encontrar não só um retrato social, económico e cultural da cidade de Queluz, mas também, e essencialmente, uma abordagem à realidade das pessoas idosas da nossa cidade, sendo que o nosso subtema é "QUELUZ>64" e o nosso grande propósito é que Queluz possa, um dia, ser considerada como um exemplo a nível nacional e mundial de Cidade Amiga do Idoso. (Para compreender melhor o nosso projecto leia as publicações que fizemos ou consulte os links que temos na barra lateral direita acerca do Programa Cidades Amigas do Idoso).
Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

2 de Junho - Dia do Idoso na nossa escola!

 

               Pois é... foi hoje mesmo que o Grupo Polis XXI deu a conhecer o seu trabalho à comunidade através do tão esperado Dia do Idoso!

O balanço foi bastante positivo e esta foi uma iniciativa que correu muito bem para o grupo de trabalho. Foi um dia bastante longo em que o grupo esteve responsável pela exposição por nós próprios montada na sala Bet4 e que decorreu no pavilhão C da escola desde as 8h30 às 18h30.

A exposição teve bastante afluência e fomos alvo de criticas bastante positivas, sendo que tivemos cerca de 105 visitas contabilizadas pelo nosso contador de visitas manual e todos adoraram a ideia de fazermos um quiz sobre o projecto, com direito a prémios para os melhores classificados.

Para além de tudo isto, a exposição incluiu vários cartazes elucidativos do tema, os portefólios de grupo, uma cópia do poster A0 enviado para o CCC em tamanho real assim como uma réplica do trabalho final. A sala da exposição encontrava-se decorada com várias fotos da cidade entre as quais uma galeria de imagens por ordem cronológica mostrando a  evolução da cidade ao longo dos tempos. Espalhados pela sala, pendiam do tecto os Direitos dos Idosos e podiam ler-se ainda vários livros sobre a zona, que requisitámos na biblioteca.

O Dia do Idoso foi tudo isto e muito mais, pelo que para já o que adiantamos mais são as fotos que se seguem numa tentativa de vos mostrar um pouco do que foi este dia:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posted by polisxxi às 20:22
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Próxima paragem: Dia do Idoso!

Tendo alcançado mais uma meta no decorrer do nosso projecto, preparamo-nos agora para o próximo desafio: a organização e realização do Dia do Idoso na nossa escola. O dia escolhido é o dia 2 de Junho, próxima 2ªfeira e consistirá na nossa forma de divulgar o trabalho à comunidade. Esta iniciativa englobará uma palestra que o nosso grupo irá protagonizar e que se realizará nesse mesmo dia pelas 13h15 no auditório da nossa escola, onde iremos dar a conhecer o nosso projecto e teremos duas entidades presentes relacionadas com o tema e com a nossa cidade que foram por nós convidadas (estando ainda por confirmar). Esta nossa apresentação incluirá uma pequeno debate entre os alunos e duas pessoas idosas importantes que consideramos para a cidade, que irão contar, de perspectivas diferentes, como é que é a sua vida enquanto pessoas idosas na cidade de Queluz.

 

 

O Dia do Idoso será marcado por uma exposição que será montada numa das salas próprias para exposições que a nossa escola dispõe e onde se poderá navegar no blog, manusear o trabalho escrito final, ver várias imagens e fotografias por nós tiradas por toda a cidade, ter uma percepção das actividades realizadas ao longo do ano, observar uma cópia em tamanho real do poster A0 que enviámos à organização do CCC e ainda muitos outros documentos escritos e audiovisuais que constituem todo o trabalho por nós desenvolvido ao longo do ano.

Apresentamos a seguir, um dos folhetos de divulgação do Dia do Idoso afixados pelo recinto escolar:

.

 

posted by polisxxi às 21:25
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

Microsoft cria computador para idosos

 

 

   No Reino Unido a Microsoft apresentou, durante uma conferência de inclusão digital que decorreu em Londres, um computador pessoal para utilizadores idosos. O destaque do PC é um interface mais simples e vários programas úteis, como por exemplo, uma aplicação de gestão para receitas.

Este projecto, desenvolvido em parceria com as associações de solidariedade Age Concern e Help the Aged, e de acordo com a BBC, é apenas um exemplo dos vários apresentados pela subsidiária britânica da Microsoft durante o evento.
O aparecimento de inovações como esta demonstra algum investimento por parte da empresa em dividir o fosso digital que cada vez mais se nota, sobretudo entre os utilizadores de tecnologias mais novos e os mais velhos, que ao contrário dos jovens, não nasceram na era dos computadores.
----------------------------------------------------------------------------------
Por aqui se vê que a par da globalização crescente em todo o mundo, também começa a haver uma consciência das diferentes realidades presencias nos vários locais e pelas diferentes faixas etárias pois estes apresentam características e necessidades bastante desiguais. Assim se nota que até as grandes multinacionais já começam a pensar em particularizar e adaptar alguns modelos específicos dos seus produtos a esses diferentes públicos-alvo.
 
 
Fonte:
http://www.mktonline.net/link.php?url=http%3A%2F%2Fsol.sapo.pt%2FPaginaInicial%2FTecnologia%2FInterior.aspx%3Fcontent_id%3D91977&lang=pt&PHPSESSID=e1e18dac0b9843f4b158ac94f8757da1

 

posted by polisxxi às 12:41
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Sábado, 10 de Maio de 2008

Rastreio no Parque Urbano Felício Loureiro

              Hoje, dia 10 de Maio, está a decorrer no Parque Urbano Felício Loureiro, um rastreio no sentido de esclarecer os cidadãos sobre doenças cardiovasculares.O acesso a este rastreio é livre e destinado a todos habitantes da freguesia.

A informação e o esclarecimento aos cidadãos são necessários para a sustentação de uma vida saudável e por isso consideramos uma iniciativa bastante proveitosa uma vez que as doenças cardiovasculares atingem todas as faixas etárias, mas principalmente os mais idosos, que no caso de Queluz representam um peso considerável da população da cidade.

 

Fonte:

http://www.jfqueluz.pt

posted by polisxxi às 19:26
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Terça-feira, 11 de Março de 2008

Apuramento da opinião dos idosos em duas instituições

Ontem, dia 10 de Março, tivemos a oportunidade de visitar duas instituições de idosos do Monte Abraão, a Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Monte Abraão e Centro de Convívio da Terceira Idade, na Igreja do Monte-Abraão.

.

Figura 1 - O grupo na Arpima

.

Figura 2 - o grupo no Centro de Convivio da Terceira Idade, na Igreja Nossa Sra da Fé

.

Conversámos com vários sócios e "dirigentes" destas instituições, aos quais fizemos o nosso inquérito sobre a cidade e a vida desta faixa etária na zona, baseado na checklist do Programa Cidades Amigas das Pessoas Idosas. O grupo decidiu deixar para já um diagnóstico geral das principais conslusões que ontem tirou junto destes idosos, no que diz respeito à forma como estes pensam que a cidade os trata.  Assim sendo, de seguida iremos enumerar  algumas das principais áreas e aspectos que durante as nossas visitas nos apercebemos serem  prioritários, para estes idosos, quanto à necessidade de intervenção rápida e respectivo melhoramento:

 

Espaços Exteriores e Edifícios

o       Criminalidade nas ruas, o que gera insegurança aos idosos, deixando-os com alguns traumas e medo

o        Ocorrência frequente de roubo, mesmo durante o dia

o        Torna-se quase impensável andar na rua à noite

o        Persistência de várias inadaptações físicas dos espaços a pessoas com algumas dificuldades motoras

o        Escassez de casas de banho públicas, nomeadamente nos espaços verdes

o       Algumas zonas do pavimento encontram-se em mau estado, obrigando os peões a deslocarem-se na estrada devido às irregularidades no piso provocadas pelo crescimento e desenvolvimento das raízes das árvores

o       Sujidade nas ruas, e principalmente nos passeio, nomeadamente de dejectos dos cães

o        Preferência das autarquias em reduzir os espaços verdes e de lazer em detrimento da construção de mais parques de estacionamento (caso da zona do Parque Felício Loureiro)

 

Transportes

o       Elevado custo dos transportes, tendo em conta os valores das reformas e pensões

o        Os horários dos autocarros que vão, nomeadamente até ao hospital e ao cemitério, são um pouco desfasados das necessidades sentidas pois existem com pouca frequência

 

Habitação

o        Existência de prédios antigos sem elevador, o que obriga os idosos a não terem alternativa, sendo obrigados a subir muitas escadas

o        Más condições das habitações devido à existência de humidade nas paredes e sucessivas infiltrações 

Participação Social da População Idosa

o       Falta de iniciativas e locais que possam distrair a população idosa

o        Falta de um centro comercial próximo

o        Persistência do conceito de aldeia e de zona pouco desenvolvida neste sentido da participação na vida social

 

Respeito e Inclusão Social

o        Perda do sentido e de dever de respeitar os lugares prioritários

o        Falta de informação e consciência que os próprios idosos sentem acerca dos seus direitos

o        Existência de muita burocracia para se poder ajudar os idosos

.

Participação Cívica e Emprego

o        Discriminação com base na idade

.

Comunicação e a informação

o        A linguagem utilizada pelos meios de comunicação nem sempre é a mais adequada nem é de fácil percepção para os idosos

o        Um dos maiores obstáculos referidos pelos idosos foi sem dúvida a dificuldade que estes têm em estar informados acerca dos seus direitos e benificios sociais, entre outras coisas.

 

Serviços de Saúde e Comunitários

o        O centro de saúde de Queluz é deficitário ao nível das infra-estruturas e ao nível organizativo, necessitando de uma urgente intervenção

o        O serviço de urgências do hospital mais próximo (Amadora-Sintra), tal como o próprio hospital em si, encontra-se sobrelotado e o atendimento torna-se naturalmente bastante demorado

o       Persistência da barreira do factor económico face ao acesso aos cuidados e serviços de saúde e de apoio à comunidade

.

No próximo post disponibilizaremos as perguntas do inquérito que realizámos na íntegra e depois da interrupção lectiva que se segue, iremos então trabalhar os dados recolhidos nestas instituições, juntamente com  os da Universidade Sénior de Queluz e de outras instituições que iremos ainda visitar no início do terceiro período, apresentando os resultados e elaborando propostas de melhoramento nas áreas consideradas mais preocupantes pelos idosos.
Queremos agradecer à Dra. Andreia, responsável pela área psico-social da Junta de Freguesia de Monte Abraão pelo apoio que nos deu. Agradecemos ainda, e principalmente,  a todas as pessoas que nos receberam tão bem nestas instituições, nas quais o grupo adorou estar, e que, ao responderem ao nosso inquérito estão a contribuir, com a sua opinião, para o desenvolvimento do nosso projecto e essencialmente para melhorar a cidade de Queluz, tornando-a mais amiga das pessoas idosas (esperamos nós).
.
Sentimo-nos: felizes por podermos ajudar
posted by polisxxi às 20:10
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

O Melhor do Mês de Fevereiro

   Este mês de Fevereiro ficou marcado por não haver qualquer personalidade/instituíção que achássemos que deveria ser destacada na nossa rúbrica Melhor do Mês. Pelo contrário, houve várias medidas por parte de instituíções e até documentários que poderiam, todos eles, constar nesta nossa rubrica mensal.
     Decidimos, então, dar destaque a uma medida do Estado que considerámos que beneficiaria em grande escala a qualidade de vida das pessoas idosas portuguesas. E é por este carácter global que daremos importante destaque a uma medida chamada "complemento solidário".
     Os idosos passaram a beneficiar a partir do dia 28 de Fevereiro do complemento solidário. Este permitirá que as pessoas idosas comprem os seus medicamentos por metade do preço. Esta medida, que entrou em vigor no final do mês que passou, foi aprovada em em Abril de 2007, em Conselho de Ministros. 
   O complemento solidário visa a comparticipação do Estado em medicamentos, óculos, lentes e próteses dentárias até um máximo de 50%. Esta ajuda é então fundamental para a satisfação das principais necessidades das pessoas idosas e assume uma dimensão enorme, por ser uma medida aplicada numa sociedade cada vez mais envelhecida. 
     O Executivo vai gastar cerca de cinco milhões de euros com esta medida até ao final deste ano, que atinge 35 mil idosos.
 
     É importante dar os parabéns e pôr os olhos em exemplos como este e ver que existem variadíssimas formas do Estado apoiar os idosos deste país. Assim, deve-se continuar com estas medidas e implementar cada vez mais e melhores iniciativas estaduais que vão melhorando a saúde da população em geral, mas principalmente dos idosos, e promovendo a melhoria da sua qualidade de vida.
 
Fonte: http://noticias.portugalmail.pt/saude
Sentimo-nos:
posted by polisxxi às 19:15
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Voluntariado em Queluz - Projecto "Afectos"

       O Projecto "Afectos" é uma iniciativa do Centro de Saúde de Queluz em conjunto com várias instituições na comunidade, com o apoio financeiro do P.A.I.I. (Programa Apoio Integrado Idosos), e destina-se a jovens entre os 16 e os 30 anos.

       Este projecto de voluntariado é mais um bom exemplo de como na nossa cidade pode ajudar a melhorar a qualidade de vida dos idosos e a fazê-los sentir-se melhor.

       Esperamos que seja um projecto com sucesso e que incentive o aparecimento de mais iniciativas como esta, não só na nossa zona, mas em todo o país.

       PARTICIPA NO PROJECTO AFECTOS e contribui para fazer alguém que precisa mais feliz.

 

 

 

 

 

 

Sentimo-nos:
posted by polisxxi às 21:23
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Projecto de Voluntariado em Massamá - "COMSIGO"

         Desta vez, viemos dar a conhecer mais um bom exemplo de como se pode integrar, ajudar e contactar com os idosos de modo a fazê-los sentir-se melhor.    

       Este exemplo é passado numa das freguesias da nossa cidade e esperamos que seja um projecto com futuro e que encoraje o aparecimento de mais iniciativas como esta.

.

.

Projecto de Voluntariado em Massamá - "COMSIGO"



 

Origem: Este projecto de voluntariado desenvolvido na Freguesia de Massamá denomina-se "COMSIGO" e resulta de uma parceria, no âmbito da Rede Social, entre a Junta de Freguesia de Massamá e o Centro de Educação e Reabilitação de Deficientes de Todo o País - CERCITOP, CRL.

Ambas as instituições constituíram uma parceria, em 2004, para a criação do serviço de apoio domiciliário na freguesia de Massamá que, presentemente, responde a cerca de 50 utentes. Entretanto, perante a necessidade de criar uma resposta ao nível do apoio mais informal às pessoas idosas e/ou dependentes decidiram criar um projecto de voluntariado.

 

Objectivos: Esta é uma iniciativa que visa apoiar, no domicílio, pessoas idosas e/ou dependentes que se encontrem mais isoladas, através de tarefas como pequenas compras, acompanhamento a consultas médicas, passeios, e ainda promover a partilha de experiências e saberes e o convívio inter-geracional, de modo a combater a solidão e o isolamento.

 

Voluntários: A partir de um grupo de pessoas que se foram inscrevendo na Junta de Freguesia, interessadas em exercer voluntariado, foram seleccionados e formados, 8 voluntários, com idades entre os 17 e os 51 anos.

 

Visitas aos utentes: As visitas aos utentes são normalmente realizadas em horário pós-laboral, fim de tarde ou aos fins-de-semana, dado que a maioria dos voluntários trabalha e/ou estuda.

 

Para mais informações sobre o projecto e/ou no caso de necessitar deste tipo de apoio ou conhecer alguém que dele necessite por favor contacte:

 

Junta de Freguesia de Massamá

R. Dr. Francisco Ribº de Spínola, s/n

Massamá 2745-812 Queluz

Tel.: 21 439 23 31

(Dra. Teresa Velosa)

.

Centro de Educação e Reabilitação de Deficientes de Todo o País – CERCITOP, CRL

R. Prof. Dr. Gama Pinto, s/n
Massamá 2745-782 Queluz
Tel. 21 438 00 59 ou 96 130 73 35
(Dra. Joana Santos)

.

Fonte: http://vps2.elementodigital.com/~jfmassa/1815/novo-projecto-de-voluntariado-em-massama.htm

 

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

Diagnóstico da cidade - Pontos Fortes / Pontos Fracos

 

    No período passado, o nosso grande objectivo era fazer um levantamento geral das características demográficas, sociais, ambientais, económicas e culturais da nossa cidade, e identificar os principais pontos fortes e pontos fracos desta. Para tal, fizemos alguns passeios a pé pela cidade, realizámos visitas e entrevistas a várias entidades e instituições, pesquisámos em livros acerca da cidade (essencialmente no livro “A cidade de Queluz”), em revistas e jornais da região, como “O Correio da Cidade”, “O Correio da Linha” e “O Boletim de Queluz”. Recorremos ainda à Internet para enriquecer as nossas fontes de informação, tendo desempenhado um papel importante na nossa pesquisa, sites como “ Dona Maria - http://donamaria.queluz.org”, “Massamá, cidade aberta - http://massamacidadeaberta.blogspot.com”, “Associação Olho Vivo - http://www.olho-vivo.org/default.html” , e ainda os sites das Juntas de Freguesia da Cidade e da Câmara Municipal.
    Os resultados do trabalho desenvolvido por nós até agora estão à vista nas várias publicações que fizemos no nosso blog, mas deixamos, de seguida, uma reflexão acerca dos pontos fortes e fracos que identificámos na cidade durante o 1º Período.
    Assim, este post é uma espécie de conclusão do trabalho feito no período passado, pelo que deveria ter sido publicado já há algum tempo, mas antes foi-nos impossível. Mas agora que tivemos a oportunidade de o fazer, gostaríamos de saber a vossa opinião, sugestões para resolução de problemas e/ou formas de potencializar os pontos favoráveis. Apesar do número de pontos fracos ser inferior ao de pontos fortes, os problemas inventariados são bastante relevantes. Desta forma, pretendemos mostrar que na nossa cidade tanto há aspectos bons e a valorizar como aspectos “menos bons” que necessitam de intervenção e que esperamos que sejam ultrapassados num futuro breve com a colaboração de todos para uma cidade cada vez melhor, uma cidade cada vez mais criativa!
 
 

Pontos Fortes
Pontos Fracos
· Existência de um vasto património histórico e cultural, o que faz com que a nossa cidade seja referida em vários roteiros turísticos a nível mundial. Desta forma, a cidade é um pólo atractivo ao nível do turismo nacional e internacional;
· O tráfego intenso, a escassez de acessibilidades à cidade e a falta de estacionamento, são alguns dos maiores problemas na nossa cidade, pois condicionam a mobilidade da população da cidade. Contudo, as juntas de freguesia da cidade têm-se mostrado sensibilizadas com estes problemas, tentando solucioná-los;
· Permanência do Bairro Tradicional da cidade, conhecido popularmente por “Bairro do Chinelo”, cuja construção data ao século XVIII;
· A cidade tem uma boa localização geográfica, sendo que se localiza na periferia da capital do País, beneficiando assim de um variado leque de oportunidades que uma grande cidade como Lisboa oferece (elevado nº de serviços ao dispor da população, comércio, emprego, transportes, etc.);
· O envelhecimento da população é um problema que afecta fortemente todo o país e que pode vir a ter consequências bastante graves no futuro. Por ser uma temática tão problemática e actual que necessita de intervenção urgentemente, é o tema central do nosso trabalho, demonstrando assim a sua importância não só para a cidade mas para todas as cidades portuguesas em geral;
· A cidade tem o privilégio de integrar o Município de Sintra, que é um ponto importantíssimo para o País, ao ser considerado Património Mundial, pelas características históricas e ambientais que possui;
· Dificuldade em obter pareceres favoráveis por parte da Câmara Municipal e de alguns institutos ligados ao património devido ao facto de certas zonas da cidade integrarem áreas preservadas e protegidas. Assim às vezes torna-se bastante difícil efectuar alterações no território que poderiam melhorar bastante a cidade, mas que por estarem próximo dessas áreas, não podem sofrer qualquer alteração;
·  Existe um grande número de Associações Desportivas localizadas na cidade, o que promove um estilo de vida saudável e activo na sociedade;
· A falta de espaço aliada à elevada densidade populacional condiciona a mobilidade da população e chega mesmo a pôr em causa o seu bem-estar. Esta é uma tendência generalizada a todas as grandes cidades e àquelas que se vieram instalar na sua periferia como é o caso de Queluz;
· Existência de várias Instituições e espaços dedicados à cultura (música, teatro, artes plásticas, artesanato);
·  A cidade oferece uma grande área dedicada aos espaços verdes, estando esta distribuída por toda a cidade;
·  A perda da identidade da população é uma consequência desta vivência em centros urbanos onde as pessoas vivem em “compartimentos” (apartamentos) que quase só servem de dormitório, entram num vai-vem diário (casa-trabalho-casa), não têm tempo para nada, consomem tudo o que lhes é inconscientemente imposto, recebendo influências sem questioná-las. Aqui se misturam hábitos e culturas duma forma descontextualizada e sem se perceber qual a essência delas, acabando por se evaporar a verdadeira cultura que aqui existia inicialmente e que caracterizava a zona;
· Presença do comércio tradicional na cidade, o que preserva a identidade especifica da cidade;
·  Preocupação por parte das entidades responsáveis em restaurar a zona monumental da cidade;
· A insegurança e criminalidade são problemáticas quase sempre presentes em centros urbanos que tiveram um crescimento rápido nos últimos anos. No caso da nossa cidade, tem havido uma preocupação crescente em policiar as ruas e fazer com que a população se sinta acompanhada e a nossa cidade se torne cada vez mais segura;
·  Rebaixamento dos passeios na zona das passadeiras, de forma a facilitar a mobilidade dos peões;
·  Elevada oferta de habitação na zona, o que se reflecte como um pólo atractivo de fixação da população na cidade;
·  Queluz é por excelência uma cidade com um vasto património sendo o Palácio Nacional o seu expoente máximo. No entanto nota-se que existe demasiada preocupação com o património, sendo que isso por si só não seja problema algum, o pior é que isso pode originar um descuido de outros aspectos da cidade que também sejam importantes de tratar;
·   Preocupação em aumentar o espaço para estacionamento na cidade;
·  Eliminação da passagem de nível na Estação de Queluz-Belas e melhoramento da mesma e da zona envolvente a esta, permitindo uma maior mobilidade da população e aumento a sua segurança;
·   Como em qualquer cidade onde a densidade populacional é bastante elevada, nota-se que as infra-estruturas por vezes chegam a ser insuficientes. Queluz não foge à regra, sendo que é compreensível que uma população cada vez maior e cada vez mais exigente e desenvolvida, necessite de mais e mais infra-estruturas e serviços à sua disposição.
·   Preocupação social da cidade em integrar os seus idosos na sociedade, através de projectos que evitem o seu isolamento e promovam o contacto intergeracional.

 

posted by polisxxi às 19:41
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

O Melhor do Ano

...Tal como dissemos na segunda-feira, o grupo POLISXXI elegeu um evento relacionado com o nosso tema que marcou, sem dúvida alguma, este ano que passou. Encontrámos uma vasta lista de eventos, mas decidimos escolher apenas um que, por toda a sua criatividade (afinal estamos no concurso "Cidades Criativas") e pela sua abrangência, é o mais adequado ao nosso conceito de trabalho.

...O melhor do ano de 2007, eleito pelo grupo POLISXXI é o programa: "Cidades Amigas do Idoso" (OMS), pois achámos este Programa muito importante, na medida em que visa melhorias na qualidade de vida dos idosos das cidades do Mundo, o que afinal é um dos nossos objectivos, ao tentarmos melhorar a qualidade de vida destes na nossa cidade.

...A Organização Mundial de Saúde lançou então este programa que passa pela criação de medidas tão simples como aumentar o tamanho das letras nos painéis informativos ou adaptar os semáforos nas passadeiras ao ritmo dos mais velhos. A ideia deste programa provém do XVIII Congresso da Associação Internacional de Gerontologia e Geriatria (IAGG) no Rio de Janeiro, em 2005.

...Numa primeira fase, a OMS questionou um conjunto de 1500 idosos de 33 cidades (22 países) acerca de 8 aspectos sociais e económicos:

1. prédios públicos e espaços abertos,

2. transporte,

3. moradia,

4. participação social,

5. respeito e inclusão social,

6. participação cívica e emprego,

7. comunicação e informação,

8. apoio comunitário e serviços de saúde.

...Foram ainda entrevistadas cerca de 750 pessoas que cuidam de idosos. Depois destas várias consultas foram então definidas algumas características-chave de uma cidade amiga do idoso e preparou uma lista de verificação de cada um dos oito aspectos identificados acima.

.

.

 

.

...Cada cidade terá de adaptar as suas estruturas e serviços para que sejam acessíveis às pessoas idosas, com diferentes necessidades e capacidades. Segundo o Director do Programa Envelhecimento e Curso de Vida da OMS, Alexandre Kaache “Uma cidade amiga do idoso estimula o envelhecimento activo ao optimizar oportunidades para saúde, participação e segurança, afim de aumentar a qualidade de vida das pessoas à medida que envelhecem.”
...Este programa contará com a participação contínua e activa dos idosos e afinal é mesmo isso que a OMS pretende.
...
Deixamo-vos agora a notícia dada pela rtp (15/12/2007) acerca deste tema. Cliquem na imagem e vejam o vídeo!
-
---
...Sem mais assunto desejamo-vos mais uma vez um óptimo ano de 2008 e um bom começo de aulas para todos os nossos visitantes que sejam professores ou estudantes e em especial para os nossos colegas do CCC.
.
Sentimo-nos:
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

O Natal dos "nossos" idosos

....Como já vos dissemos, no passado dia 21 de Dezembro, estivemos no Parque Felício Loureiro e na Estação de Queluz-Belas, a fazer uma pergunta muito simples aos idosos da nossa cidade: “Como vão passar o vosso Natal?”
....Houve muita gente que se mostrou receptiva e, para além de nos ter respondido de imediato, ainda ficou a conversar connosco e nos desejou um bom trabalho estatístico! Por outro lado, houve muita gente que se recusou a responder pois, como sabem, quando se fala em inquéritos a resposta acaba por ser muitas vezes: “Estou com muita pressa” ou “Não tenho paciência para essas coisas”. Assim, tivemos que abordar as pessoas e fazer os inquéritos o mais sinteticamente possível e, com medo de espantarmos as pessoas, acabámos por não tirar fotografias a esta actividade. 
....De seguida, podem ver o inquérito que fizemos oralmente e os gráficos que elaborámos com base nas respostas que obtivemos.
..
 
   
 
 
  
 
   
....Através da análise dos gráficos podemos ver que foram elaborados 38 inquéritos, dos quais 34 foram realizados a pessoas residentes na cidade. Destes 34, 18 são do sexo feminino e 16 do sexo masculino.
....No que diz respeito ao sexo feminino, das 18 pessoas entrevistadas, 13 passaram o seu Natal com a família, 2 passaram com os amigos, 1 passou apenas com o companheiro e 2 passaram sozinhas.
Quanto ao sexo masculino, das 16 pessoas entrevistadas, 11 passaram o seu Natal com a família, 3 com os amigos, 1 com a companheira e 1 passou sozinho.
....Assim, podemos concluir que a maioria dos idosos da nossa cidade passaram o Natal com a família, e não há muita gente a passá-lo sozinha, apesar de, infelizmente, ainda terem sido registados 3 casos nesta situação. O grupo espera que toda a gente que entrevistou, e particularmente as pessoas que nos disseram que iam passar o seu Natal sozinhas, tenham tido um Feliz Natal…
 
 
Sentimo-nos:
posted by polisxxi às 12:12
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Visita à Universidade Sénior de Queluz e entrevista ao Director

    Como sabem, na passada quinta-feira, dia 13 de Dezembro, fomos à Universidade Sénior de Queluz. Ás 10:00 horas desse dia encontrámo-nos na Estação de Queluz-Belas e, depois de termos acertado os últimos pormenores da entrevista, fomos para a Universidade Sénior. Chegámos lá às 10h30 como combinado! 

 
Figuras 1 e 2 - Entrada da Universidade Sénior de Queluz
 
    Quem nos recebeu e nos deu a entrevista foi o Dr. Carlos Santos Silva, que é um ex-funcionário da Assembleia da República e, hoje, Director da Universidade Sénior de Queluz. O Dr. Carlos foi muito simpático, depois de nos ter encaminhado para o seu escritório disponibilizou-se logo a falar um pouco sobre esta iniciativa, como tudo começou e como está hoje. De seguida, vamos então tentar recordar esta conversa (o texto que se segue é uma reconstituição da conversa, apesar de ter sido isto que o Dr. Carlos Santos Silva nos disse, não foi necessariamente com estas palavras).
Figura 3 - Sala onde nos foi dada a entrevista
 
ENTREVISTA
 
O grupo PolisXXI – Como surgiu esta iniciativa?
Dr. Carlos Santos Silva – Tudo começou em Abril de 2005, quando surgiu um espaço em Queluz a um preço muito baixo, quase dado. Tratava-se de um apartamento no lote nº 159, na Avenida José Elias Garcia. Apesar do estado de degradação extrema em que este espaço se encontrava, eu e mais 4 sócios decidimos adquiri-lo. Este espaço é onde se localiza hoje a Universidade Sénior de Queluz.
 
O grupo PolisXXI – Porque é que o Sr. e os seus sócios decidiram instalar neste espaço uma Universidade Sénior?
Dr. Carlos Santos Silva – Decidimos criar uma Universidade para Seniores, pois nessa altura já começavam a surgir pelo país algumas Universidades deste tipo e considerámos que esta seria uma instituição importante para a cidade, e particularmente para a sua população idosa.
 
O grupo PolisXXI – Quais as disciplinas que leccionam? 
Dr. Carlos Santos Silva – Temos ao dispor dos nossos alunos várias disciplinas:
- Filosofia
- História de Portugal
- História das Religiões
- Iniciação à Informática
- Português
- Inglês - Grau I e II
- Francês
- Italiano
- Espanhol
- Alemão
- Literatura Portuguesa
- Iniciação à Fotografia
- Esperanto
- Pintura
- Arraiolos
- Cavaquinho
- Coro Polifónico e Segréis
- Educação Física para a 3ª Idade
- Marketing/ Relações Públicas/ Vendas
- Sociologia
- Gerontologia
- Caligrafia
- Introdução ao Direito
- Vozes na Literatura
- Ciência Política
 
O grupo PolisXXI – Quais os equipamentos de que a Universidade dispõe?
Dr. Carlos Santos Silva – Hoje, ocupamos o r/c esquerdo e direito deste prédio, temos 4 salas de aula bem equipadas: quadros de escrever, mesas e cadeiras, uma espécie de biblioteca e equipamento tecnológico moderno (computadores, etc.). Mesmo assim ainda sentimos a necessidade de alargar as instalações, pois o espaço que possuímos é bastante pequeno para os alunos que temos e para as disciplinas que leccionamos. Contudo, com as receitas que possuímos é nos impossível, neste momento, adquirir outro espaço para instalar a Universidade, visto que as rendas que nos pediram até hoje foram sempre demasiado elevadas.
Temos ainda um pequeno jardim que estava num estado lamentável quando viemos para cá, mas os nossos alunos juntamente com o professor de jardinagem arranjaram este espaço. No Verão, quando está bom tempo, algumas aulas são dadas lá fora.
Disponibilizamos ainda, com a ajuda da Junta de Freguesia de Queluz, livros escolares de várias disciplinas aos nossos alunos.
 
O grupo PolisXXI – Como é constituído o corpo docente da Universidade?
Dr. Carlos Santos Silva – Trabalham aqui, como voluntários, cerca de 18 professores, sendo que muitos deles leccionam mais do que uma disciplina (eu dou aulas de Literatura Portuguesa). Os nossos professores são pessoas interessadas, com um elevado nível de formação.
 
O grupo PolisXXI – Quanto aos estudantes, fale-nos um pouco destes… Quais as habilitações que estes possuem?
Dr. Carlos Santos Silva – Os nossos estudantes são na maioria mulheres, as mulheres interessam-se mais por estes projectos, os homens preferem ficar no café a conversar (risos). Temos muitos estudantes que têm apenas a quarta classe, mas também temos muitos licenciados, pessoas bem colocadas, que trabalhavam na banca, nas finanças, etc., e que depois de reformadas decidiram continuar a aprender, decidiram continuar a investir na cultura e no saber.
 
O grupo PolisXXI – Pensa que tem existido uma grande aderência a esta iniciativa, por parte dos idosos da cidade?
Dr. Carlos Santos Silva – Sim, penso que as pessoas têm aderido bastante a esta iniciativa, prova disso é o facto de termos aberto, em Outubro de 2005, com cerca de 47 alunos e hoje temos cerca de 160. A disciplina mais “concorrida” é a de Informática, todos querem trabalhar com os computadores!
Para além disso, os nossos alunos não são apenas residentes de Queluz, mas também de Massamá, do Monte-Abraão, do Cacém, da Amadora e de Benfica.
 
O grupo PolisXXI – De que forma pensa que a Universidade pode ajudar estes idosos?
Dr. Carlos Santos Silva – Muitos dos nossos alunos vêm para cá, não só para aprender mais, mas também para não estarem sozinhos em casa. Ao frequentarem a Universidade estão com pessoas da mesma idade, convivem uns com os outros, fazem amigos…Acabamos por ser a sua segunda família. É que para alem de darmos as aulas, tentamos dar-nos com eles de uma forma bastante próxima, organizamos visitas de estudo e excursões, pela cidade, pelo país e a outros países.
 
O grupo PolisXXI – Quais são os apoios financeiros que recebem? 
Dr. Carlos Santos Silva – Não recebemos muitos apoios a nível financeiro, sendo as nossas receitas constituídas pelos 100€ anuais pagos pelos alunos, e por uma quantia que nos é dada, também anualmente, pela Junta de Freguesia de Queluz. Para além disso a Junta de Freguesia de Queluz paga-nos a renda deste local. O que nos vale é essencialmente a boa vontade das pessoas. Sempre que realizamos campanhas angariamos bastantes fundos pois existem muitas pessoas que se mostram bastante generosas.
 
------------------------------------------------------------
    No fim da entrevista o Dr. Carlos mostrou-nos as instalações da Universidade. Deixamo-vos então com as fotos que tirámos…
.
Figuras 4 e 5 - Cozinha adaptada a biblioteca
.
..
Figuras 6 e 7 - Aula de Pintura
.
. .
Figuras 8 e 9 - Quadros pintados pelos alunos
.
.
Figuras 10 e 11 - Aula de Informática
.
(estava também a decorrer uma aula de Inglês, mas não foi possivel assistir-mos a esta aula)
.
 
.
Figuras 12, 13 e 14 - Jardim da Universidade
.
.
    Para finalizar, queremos agradecer à Universidade Sénior de Queluz e particularmente ao Dr. Carlos Santos Silva pela disponibilidade e amabilidade que demonstraram. Ficámos muito satisfeitos de termos ficado a conhecer melhor esta iniciativa, é de projectos como este que a nossa cidade precisa! Gostaríamos muito de um dia voltar a falar com a Universidade e, quem sabe, poder vir a colaborar com esta. Obrigado Universidade Sénior de Queluz.
Sentimo-nos: uns repórteres
posted by polisxxi às 20:36
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Balada a uma velhinha

 

.

Num banco de jardim uma velhinha
está tão só com a sombrinha
que é o seu pano de fundo.
Num banco de jardim uma velhinha
está sozinha, não há coisa
mais triste neste mundo.
E apenas faz ternura, não faz pena,
não faz dó,
pois tem no rosto um resto de frescura.
Já coseu alpergatas e
bandeiras verdadeiras.
Amargou a pobreza até ao fundo.
Dos ossos fez as mesas e as cadeiras,
as maneiras
que a fazem estar sentada sobre o mundo.
Neste jardim ela
à trepadeira das canseiras
das rugas onde o tempo
é mais profundo.
Num banco de jardim uma velhinha
nunca mais estará sozinha,
o futuro está com ela,
e abrindo ao sol o negro da
sombrinha poidinha,
o sol vem namorá-la da janela.
Se essa velhinha fosse
a mãe que eu quero,
a mãe que eu tinha,
não havia no mundo outra mais bela.
Num banco de jardim uma velhinha
faz desenhos nas pedrinhas
que, afinal, são como eu.
Sabe que as dores que tem também são minhas,
são moinhas do filho a desbravar que Deus lhe deu.
E, em volta do seu banco, os
malmequeres e as andorinhas
provam que a minha mãe nunca morreu.

Ary dos Santos

p.s: atentem na imagem e comentem! Esta pode ter uma dupla interpretação

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Universidade para Seniores

.
.

à O que é a Universidade do Ensino Sénior?

A Junta de Freguesia de Queluz em colaboração com a UNIQUE levaram a cabo a abertura da Universidade do Ensino Sénior, em 2005, a única do concelho de Sintra.

A Universidade de Ensino Sénior é uma instituição cujo principal objectivo é, para além de integrar os idosos, que são uma parte significante da população desta cidade, incentivar a participação e a organização dos seniores em actividades de ensino e de lazer, assim como divulgar matérias essenciais para o desenvolvimento dos conhecimentos básicos.

.

à Quais as disciplinas em que se pode inscrever?

Nesta Universidade, os candidatos podem inscrever-se em disciplinas como Pintura, Comunicação, Informática, Historia, Literatura, Sociologia, Politica Social, História das Religiões, Filosofia, Caligrafia, Higiene e Saúde, entre outras.

 

à Informações úteis

Avenida José Elias Garcia (nº 159 no r/c drt. e esq.) e pode entrar em contacto com esta Instituição através dos nºs de telefone 919162202 e 917439588, durante a manhã entre as 10h00 e as 12h00 e durante a tarde entre as 15h00 e as 17h00.

.

posted by polisxxi às 08:54
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Outubro foi o mês Idoso…

No seguimento de no dia 1 de Outubro ser comemorado o Dia Internacional do Idoso, durante todo o passado mês de Outubro foi lembrada toda a faixa etária a partir dos 65 anos.  Uma considerável fatia da nossa população foi então alvo de várias comemorações, onde todas as atenções estiveram centradas naqueles que promoveram o que somos hoje.

 

Um dos exemplos da confraternização proporcionada por este mês festivo foi o caso que se verificou na freguesia de Belas, no passado dia 25. Para comemorar o Dia do Idoso, a Junta de Freguesia de Belas promoveu um dia passado de maneira diferente e incentivou todos os idosos da zona a participar.

O programa desse dia foi preenchido com uma visita ao Oceanário de Lisboa, seguido de um almoço de convívio num restaurante situado na freguesia. Houve ainda lanche e tarde dançante animada pelo grupo musical da sociedade 22 de Maio (colectividade também da freguesia).

 

 

Como os idosos começam cada vez mais a ter uma elevada relevância na nossa sociedade, achamos ainda importante salientar os Direitos do Idoso:

 

 

à O Idoso tem direito à vida

 

 

à O Idoso tem direito à liberdade e à autonomia

 

à O Idoso tem direito ao respeito

 

à O Idoso tem direito a atendimento preferencial e a prioridade, juntamente com mulheres grávidas, mães com criança de colo e pessoas portadoras de deficiência

 

 

à O Idoso tem direito ao atendimento das suas necessidades básicas

 

à O Idoso tem direito à saúde

 

à O Idoso tem direito à educação

 

à O Idoso tem direito à habitação

 

à O Idoso tem direito à justiça

 

à O Idoso tem direito ao transporte

 

à O Idoso tem direito ao lazer

 

à O Idoso tem direito ao desporto

 

Fonte: http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/direitosdoidoso.htm
posted by polisxxi às 23:27
link do post | comenta! | Elege-nos como teus favoritos!

Queluz >64

.

.

.           Apresentada a cidade de Queluz, introduzimos  agora o subtema a que nos propomos trabalhar ao longo do ano. Iremos então abordar o envelhecimento na cidade, mais particularmente, como Queluz olha e integra os seus idosos. 

       Escolhemos este tema porque a nossa cidade apresenta um elevado nº de habitantes idosos. Isto deve-se ao facto de Queluz ser uma cidade com um centro já bastante antigo, onde vivem famílias há várias gerações. Para além disso, nos anos 50, 60 e 70, ainda como vila, Queluz desenvolveu-se bastante, essencialmente como dormitório dos trabalhadores de Lisboa. Essas pessoas permaneceram em Queluz ao longo de todos estes anos, e são hoje os nossos idosos.

       Disponibilizaremos mais informações em breve. Até lá, aceitamos qualquer sugestão da vossa parte e continuaremos o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido até agora.

Pesquisa aqui!

 

Galeria Queluz

Os nossos links

blogs SAPO

Subscrever feeds